segunda-feira, 8 de julho de 2019

Escola londrinense amplia intercâmbios no exterior


St. James’ será a primeira do sul do País a levar estudantes londrinenses para projeto de experiência no MIT, nos Estados Unidos




As experiências internacionais promovidas pela St. James’ International School com alunos londrinenses mundo afora se ampliam neste ano. Nos próximos dias, 18 alunos do Ensino Médio embarcam rumo ao MIT – Instituto de Tecnologia de Massachusetts para vivenciarem projetos experimentais no chamado conceito maker hand on – mão na massa.


Os estudantes irão desenvolver projetos baseados nos pilares de design process, social innovation e design thinking sob a supervisão dos professores do MIT. A St. James’ está sendo a primeira escola do sul do Brasil a promover o programa junto à renomada instituição americana, considerada um dos principais centros de estudo e pesquisa em ciências, engenharia e tecnologia do mundo.

O conceito maker foi implantado na St. James’ há dois anos e ganhou laboratório próprio respaldado nos conceitos do MIT para que todos os alunos, do Fundamental ao Ensino Médio, passassem a construir experiências interdisciplinares em um espaço tecnológico e inovador.

Também no final deste mês, outro grupo de 60 alunos do 8º ano embarca para o Canadá rumo à Vancouver, onde participam de um intercâmbio de 30 dias em parceria com a ELs Language Center. Será o 14º ano consecutivo desta experiência internacional promovida pela escola que começou em 2006 e não parou mais.

O incentivo e os conhecimentos proporcionados pela St. James’ para que os jovens londrinenses considerassem os estudos no exterior como um sonho realizável, já possibilitou que mais de 70 alunos tenham concluído ou estejam em conclusão de cursos de graduação em universidades renomadas no Estados Unidos, Canadá e Europa. Somente neste ano, para o ano letivo que inicia em agosto, cinco jovens londrinenses já se preparam para os novos desafios proporcionados pelos estudos internacionais nas melhores universidades do mundo.







Estudantes do Senai no Paraná participam de seletiva estadual da WorldSkills
Etapa da maior competição de educação profissional do mundo ocorrerá entre os dias 15 e 19 de julho

Mecatrônica, soldagem, robótica móvel, computação em nuvem e tecnologia de moda. Estas são só algumas das 29 ocupações que estudantes do Senai no Paraná irão competir na etapa estadual da WorldSkills 2021. A seletiva dos estudantes do Sistema Fiep acontece entre os dias 15 e 19 de julho, em Curitiba e em São José dos Pinhais. São 80 estudantes que participarão, vindos de unidades de todo o Paraná. “Além de despertar o interesse para formação e aperfeiçoamento profissional, a participação na WorldSkills é um diferencial competitivo para os estudantes no mercado de trabalho” explica Marcos Pires, delegado técnico da equipe paranaense.
Os competidores participarão de provas que irão avaliar habilidades individuais e coletivas. Os vencedores serão premiados no dia 19 de julho e seguirão para a etapa nacional, prevista para 2020. Para se prepararem, vão receber apoio técnico, psicológico, nutricional e físico, bolsa de auxílio e treinamento com professores e especialistas em suas respectivas áreas. “Para Shanghai, pretendemos representar o estado e o país com participantes muito qualificados e bater o número de representantes que vamos levar este ano, na edição em Kazan”, conta Marcos.

A 46ª edição da maior competição de educação profissional do mundo irá acontecer em Shanghai, na China.